Partilhar:

Vinho Branco
Niepoort
Redoma 2021, 75cl
Douro

14,53

 12%

 2022-2027

 Servir a 10º-12º

91/100  Wine Spectator

17/20  Revista de Vinhos

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Abril de 2021

O Redoma Branco apresenta um perfil muito delicado e com menos expressividade do que nos anos anteriores. Destacam-se as notas frescas de lima, gengibre e alguma fruta exótica. A barrica muito discreta confere harmonia e complexidade, mostrando-se muito fresco na boca, com boa estrutura suportada por uma acidez firme. Final muito longo, mineral, ligeiramente salino, termina com elegância. Sendo muito delicado e equilibrado enquanto jovem, irá certamente evoluir muito bem em garrafa.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Niepoort

As uvas do Redoma Branco são provenientes de vinhas velhas da margem direita do rio Douro, localizadas a uma altitude que varia entre os 500 e 600 metros. Nestas vinhas predominam maioritariamente as castas Rabigato, Códega do Larinho, Viosinho, Donzelinho e Gouveio. Os seus solos de micaxisto dão origem a vinhos com muita mineralidade, delicados e com grande frescura. O ano da colheita foi um ano fresco até Agosto, com o Julho mais fresco da história do sec. XXI. A maturação da videira apresentava um atraso de cerca de 3 semanas face ao ano de 2017. Nos primeiros dias de Agosto verificou-se uma forte subida de temperatura: 4 de Agosto foi o dia mais quente do século XXI (até à data), tendo a maturação das uvas prosseguido lentamente durante o mês de Setembro. Devido ao stress hídrico imposto, as plantas originaram mostos com pouca graduação alcoólica e boa maturação fenólica, com bastante complexidade e mineralidade. A vindima das uvas brancas começou em 5 de Setembro e terminou em 2 de Outubro. As uvas provêm de vinhas velhas da margem direita do rio Douro, com altitude entre os 400 e 600 metros. Nestas vinhas predominam solos de Micaxisto, que aliados à complexidade da mistura de castas típicas do Douro, originam vinhos delicados com frescura e mineralidade. A decisão de não vindimar tardiamente permitiu-nos obter mostos com bastante equilíbrio entre acidez natural e açucares. Após seleção criteriosa na mesa de escolha, seguiu-se uma prensagem delicada e decantação a frio durante 24 horas. A fermentação alcoólica ocorreu espontaneamente em barricas de carvalho Francês de 228 e 500 litros, onde repousou durante cerca de 6 meses.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 100323

Niepoort Vinhos

A família Niepoort tem vindo a produzir Vinho do Porto desde 1842. A primeira propriedade no Douro foi comprada em 1987 e Dirk Niepoort deu início a uma nova era na empresa com a criação do primeiro Redoma Tinto em 1991. Nos últimos anos, a Niepoort lançou a si própria o grande desafio de interpretar outros solos e climas, e adquiriu duas propriedades noutras regiões: Dão e Bairrada. Descubra o Triângulo Niepoort que expressa os diferentes terroirs: Xisto (Douro), Calcário (Bairrada) e Granito (Dão). Após terem criado em 2002 o primeiro vinho da família dos “Fabulosos”, ao qual se deu o nome de “Fabelhaft”, Dirk Niepoort insistiu em desenhar um rótulo original e distinto para cada mercado recorrendo a um artista local para ilustrar uma história adequada aos valores e sensibilidade de cada país e a sua relação com o vinho. “Diálogo”, ”Conversa”, “Allez Santé”, “Drink Me”, “Alonso Quijano” ,”Fabelhaft”, entre outros, são alguns dos nomes que os “Fabulosos” assumem atendendo à realidade dos mercados a que se destinam, respectivamente Portugal, Brasil, Bélgica, Inglaterra, Espanha e Alemanha. Este vinho simboliza a alegria, a celebração, a boa comida, os bons amigos, a boa vida, um vinho de puro prazer, elegante e que expressa a realidade do Douro. Em Julho 2011 foram lançados o Diálogo Branco 2010 e o Fabelhaft Branco. Os “Projectos Wines” incluem todos os vinhos com o rótulo “Niepoort Projectos”, que são experiências realizadas no Douro ou em Vila Nova de Gaia, mas também vinhos feitos em parceria com outros produtores, tais como o Doda, com Álvaro de Castro, da região do Dão; OmLet, feito no Douro com o produtor espanhol Telmo Rodriguez; Ultreia, produzido no Douro com o produtor espanhol Raul Perez; os vinhos Muhr van der Niepoort, produzidos na Áustria, em colaboração com Dorli Muhr; Cape Charme e Cape Fortified, produzidos na África do Sul com Eben; ou Ladredo, de Ribera Sacra (Espanha).

Morada

Niepoort Vinhos S.A.

Rua Cândido dos Reis, 670
4400-071 Vila Nova de Gaia
Portugal

Carregue no botão e será redireccionado para a ficha técnica do vinho

Nota: a ficha técnica abrirá numa nova janela