Partilhar:

Vinho Branco
Maçanita
Vinha Centenária 2016, 75cl
Ilha do Pico

72,90

 12.5%

 2018-2028

 Servir a 10º-12º

19/20  Revista de Vinhos

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2017

Cor amarelo citrino-palha, aroma iodo, sal, tília. Na boca ataque denso concentrado, acidez corta no meio e mantem--se até ao final de prova, sal, sal, sal e iodo, é uma “bofetada” de mar.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Maçanita

Produzida a partir de uma vinha com mais de 100 anos onde domina o Arinto dos Açores, mas existem também Verdelho, Boal (Malvasia Fina) e Alicante branco (Boal de Alicante). Vindimado à mão, 2º prensas fermentadas em barricas de carvalho francês de 3 anos de uso, sem batônnage durante 9 meses. Um vinho nascido no mar, pronto para harmonizar com mariscos, peixes amariscados (salmonete, ovas do mar, ouriços de mar) mas com uma densida-de e concentração para trabalhar com carnes brancas de gordura queimada, como um bom leitão ou mesmo uma barriga de porco.

Prémios

95/100 Wine Advocate

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 104451

Azores Wine Company

A Azores Wine Company foi fundada a 3 de abril de 2014 pelos sócios António Maçanita, Filipe Rocha e Insula Vinus, Lda. A história de três pessoas profundamente ligadas aos Açores, que se cruzam no final da primeira década do século XXI, à volta de uma paixão à qual dedicam grande parte das suas vidas: os vinhos e a gastronomia. Entre vários projectos aos quais estão ligados, contam-se a produção de vinhos no Pico, a recuperação de uma casta em extinção, a promoção dos vinhos e da gastronomia dos Açores. Em 2010, António Maçanita inicia em conjunto com os Serviços de Desenvolvimento Agrário de S. Miguel um trabalho de vinificação da casta Terrantez do Pico. Única no mundo, esta casta quase em extinção revela-se e surpreende pela sua frescura, mineralidade e salinidade. A pequena produção deste vinho pleno de identidade e autenticidade viaja até vários países, e passa a estar disponível em algumas das melhores garrafeiras e restaurantes de topo. Os Açores entram pela porta grande! A este projeto segue-se em 2013 um trabalho conjunto, desta vez na ilha Pico, entre a Fita Preta Vinhos e a Insula Vinus, para a produção de um vinho com base em mais uma casta autóctone da Região: o Arinto dos Açores. O trabalho em conjunto, a amizade e visão comum para devolver aos Açores, e em particular à Ilha do Pico, a notoriedade de outros tempos, desafia-os para a criação de um novo projeto. Surge assim a Azores Wine Company, que já em 2014 produz cerca de 10.000 garrafas. Os brancos monocasta Arinto dos Açores e Verdelho O Original da Rare Grapes Collection representam mais de metade da produção. Mas também surpreendem os vinhos tinto e rosé da Volcanic Series. Desta história fazem ainda parte o primeiro espumante dos Açores, feito em 2011 no projeto de Terrantez do Pico, e já em 2014 o primeiro espumante do Pico feito a partir da casta Arinto dos Açores. Por fim, o trabalho já em desenvolvimento na área dos licorosos, em busca dos famosos vinhos do Pico que percorreram mundo há mais de 400 anos. A Azores Wine Company está a recuperar cerca de 100 hectares de vinha na ilha do Pico, tornando-se em breve o maior produtor privado dos Açores. Para além das vinhas próprias, a empresa tem ligação a cerca de duas dezenas de viticultores locais. A médio prazo a empresa irá produzir cerca de 150.000 garrafas por ano, dando destaque à excelência das castas autóctones da Região, nomeadamente Arinto dos Açores, Terrantez do Pico, Verdelho e Saborinho. Será também importante a produção de vinhos rosé e tinto, que pelo terroir açoriano têm um perfil fresco que vai ao encontro das novas tendências mundiais.

Morada

Rua dos Biscoitos, 3 9950-542 MAD, São Mateus