Partilhar:

Vinho Branco
Quinta do Monte D'Oiro
Vindima 13 Outubro 2016, 75cl
Lisboa

52,90

 16.5%

 2020-2030

 Servir a 12º-14º

18/20  Revista de Vinhos

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2019

Amarelo d’Oirado na cor, capitoso mas seco, é um branco denso, texturado e sedutor, pensado e elaborado para acompanhar pratos muito específicos aos quais poderá dar um aporte gastronómico empolgante e cujo potencial está descrito no livro, Subtilezas Gastronómicas - receitas à volta de um vinho (ed. Assírio & Alvim), escrito pelo próprio produtor para o Vindima de 7 de Outubro da colheita de 2003.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Quinta do Monte D'Oiro

Vindimado no dia do 70º aniversário do produtor José Bento dos Santos, este vinho é uma homenagem de toda a equipa ao seu mentor, tentando-se simultaneamente recriar aquilo que foi a primeira colheita de Viognier na Quinta do Monte d’Oiro, em 2003.
Em 2016, o Viognier no Monte d’Oiro foi colhido no início de Setembro (diferentes datas consoante a parcela). No entanto, deixaram-se intencionalmente algumas linhas que apenas foram vindimadas mais de um mês depois, no dia 13 de Outubro. Colheram-se manualmente 1270 kg de uvas com uma bonita cor d’Oirada que, após suave esmagamento com prensagem directa, fermentaram em cuba de inox com controlo de temperatura. A fermentação decorreu durante 18 dias e o açúcar foi desdobrado na sua totalidade. 34 meses em casco de carvalho francês usado (para envelhecimento de vinho do Porto).
Apenas foram produzidas 700 garrafas.
Limitado ao stock existente. No caso do vinho que comprou ficar sem stock, entraremos em contacto para propor um vinho diferente, ou para lhe devolver o valor pago. As promoções nos vinhos não são acumuláveis com outros descontos ou cupões.

Prémios

17.5 Revista Grandes Escolhas

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 104507

Quinta do Monte D'Oiro

Localizada na região de Lisboa, a Quinta do Monte d’Oiro é uma referência desde o séc. XVII na produção de vinhos notáveis. Foi adquirida em 1986 pelo conaisseur gastronómico José Bento dos Santos, que replantou as melhores parcelas – após vários anos de estudos sobre as condições edafo-climáticas – com as castas que melhor se adaptaram aos seus desígnios de elaborar vinhos de alto gabarito, ao estilo europeu (“Velho Mundo”), que concomitantemente fossem vinhos de requintado sentido gastronómico, com um perfil eminentemente talhado para acompanhar em perfeita harmonia pratos de uma genuína cozinha regional, cozinha clássica ou alta cozinha. Após os primeiros anos de consolidação de uma produção de vinhos de consistente alta qualidade, a Quinta do Monte d’Oiro entrou numa nova fase da sua história a partir da colheita de 2006, lançando para o mercado uma nova imagem e vinhos provenientes de uma conversão para a agricultura biológica. Dos 42 ha da propriedade, apenas 15,5 ha foram replantados com as castas Syrah, Viognier e Petit Verdot, importadas directamente das suas regiões originais em França, e com as castas portuguesas Touriga Nacional e Tinta Roriz.

Morada

Quinta do Monte d’Oiro
Freixial de Cima
2580-404 Ventosa Alenquer