Partilhar:

Vinho Branco
Beyra
Vinhas Velhas 2022, 75cl
DOC Beira Interior

14,49

 13.5%

 2023-2027

 Servir a 10°-12°

0 /5
0 votaram

 

O Produtor, nota de prova publicada em 15 de Julho de 1905

Muito intenso e mineral, notas cítricas e florais bem integradas com os aromas provenientes da fermentação em barricas e a excelente integração da madeira, na boca é cremoso e gordo com final muito fresco e longo. A alma deste vinho está na combinação única entre uvas das castas Fonte Cal e Rabo de Ovelha plantadas em solos graníticos e xistosos com filões de quartzo.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Beyra

O Beyra Vinhas Velhas branco tem origem em uvas de várias castas típicas da Beira Interior e de outras Regiões: Fonte Cal, Síria, Rabo de Ovelha e outras. A nível de castas identitárias da Beira Interior, destaca-se a Síria e a Fonte Cal. A Síria é a variedade que mais apreciadores relacionam com a região e embora existindo em outras regiões de Portugal, evidencia nas terras altas beirãs um desempenho qualitativo sem igual, com uma pureza e exuberância aromática e uma frescura de boca inimitáveis. Mas mais identitária até talvez seja a Fonte Cal, uma uva local praticamente inexistente fora da Beira Interior, e que cada vez mais produtores elegem como primeira escolha, graças à estrutura, cremosidade e elegância dos vinhos que origina.

Origem: Vinhas velhas plantadas em solo argilo-xistoso em redor da aldeia da Vermiosa, a uma altitude superior a 700 m.
As uvas que dão origem a este vinho são provadas nas parcelas com muita frequência antes da vindima, tentando nas vinhas velhas obter o melhor de cada casta e assim um equilíbrio entre elas.

Vinificação e estágio: Uvas colhidas à mão. Fermentação e estágio com agitação de borras finas durante seis meses em barricas de carvalho francês.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 107060

Rui Roboredo Madeira Vinhos

Numa das zonas mais remotas da península ibérica, na zona raiana entre o Douro Superior e a Beira Alta, foi em família que nasceu a paixão de Rui Madeira pelos aromas e cheiros desta terra que nos moldam o carácter. Depois de ter contactado com muitas culturas de viver e fazer os vinhos, em vários ponto do globo, o produtor regressou ao grande vale do Douro convicto do enorme potencial para fazer dos melhores vinhos do mundo. Em respeito pela natureza, pela forma como cultivam as vinhas, os vinhos reflectem as vivências, que cheiram e sabem à terra, ao xisto, ao granito molhado, à esteva, às flores e frutos do campo. É na Adega que são feitos os vinhos com o carácter do ‘terroir’, expresso pelas castas autóctones, a que se junta um estilo próprio e um perfil internacional.

Morada

VDS – Vinhos do Douro Superior, Lda.

Rua Eugénio de Castro, Nr. 248 – Sala 144 – 1º Andar,
4100-225 Porto
Portugal