Partilhar:

Vinho Branco
Chateau Changyu Moser XV
Helan Montain Range Blanc de Noir 2018, 75cl
Ningxia

13,60

 13.5%

 2019-2025

 Servir a 10º-12º

4.3 /5
29 votaram

 

O Produtor, nota de prova publicada em 10 de Abril de 2019

Apesar da impressão de uma certa "doçura" no paladar, o vinho é muito seco.
- Os pequenos bagos Ningxia dão muita extracção (cerca de 25% mais do que nas uvas Cabernet Sauvignon europeias); devido ao clima extremamente seco, a relação pele-sumo produz mais sólidos no vinho - daí também uma concentração única de sabores de fruta.
- Aroma: Casca de toranja, citrinos combinados com aromas de frutos exóticos.
- Paladar: Uma gama de novos sabores, ecoando a experiência aromática no nariz. Luxuoso, generoso, mas elegante e com frescura no paladar.
- O perfil deste vinho único situa-se entre um Chardonnay típico e sem madeira e um Sauvignon Blanc do Velho Mundo - introduzindo um perfil de sabor completamente novo. O vinho envelhecerá durante um longo período de tempo.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Chateau Changyu Moser XV

Este Blanc de Noir é definitivamente o primeiro Cabernet Sauvignon Branco de sempre da China. A sua cor, textura e perfil gustativo é completamente novo para o mundo do vinho.

2018 foi um grande ano em Ningxia – especialmente para um vinho do tipo Cabernet Branco
– As videiras têm cerca de 15 anos – 100% de uvas Cabernet Sauvignon
– Colheita precoce e posterior de bagas saudáveis com 22 -13 brix – para opções de mistura
– Sangramento imediato das uvas desengaçadas para o branco no Cabernet Sauvignon – temos 10 minutos para fazer este vinho sem qualquer tratamento de madeira
– Cultivo, fermentação e mistura sob a supervisão de Lenz M. Moser (Chefe Enólogo Chateau Changyu Moser XV) que passa todo o período de colheita em Ningxia – e um total de cinco vezes no Chateau – cerca de três meses no total por ano.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 106006

Chateau Changyu Moser XV

A ideia principal deste castelo é a cooperação entre CHANGYU como a primeira vinícola chinesa pioneira e a Família Moser europeia/austríaca: uma combinação desafiante e emocionante da emergência chinesa para o mundo do vinho global, aspirando a pertencer à companhia dos melhores do mundo e do espírito europeu de excelência de 15 gerações no vinho. Apesar de toda a diferença cultural de dois mundos, CHANGYU e Lenz M. Moser tornaram-se parceiros há 12 anos e ainda partilham a mesma visão: ser o primeiro da China a tornar-se global e estabelecer CHATEAU CHANGYU MOSER XV como o principal castelo da China.