Partilhar:

Vinho Branco
Niepoort
Tiara 2020, 75cl
Douro

23,49

 12.5%

 Potencial de envelhecimento

 Servir a 8º-10º

4.0 /5
739 votaram

90/100  Wine Spectator

16/20  Revista de Vinhos

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2015

Aroma complexo, profundo e mineral. Um vinho muito vibrante na boca, num estilo muito singular, onde o açúcar e a acidez estão em perfeita harmonia.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Niepoort

Após a mudança de estilo no Tiara 2012, o desafio foi voltar a criar um branco de altitude com o mesmo perfil num ano desafiante como 2013. No Tiara procuramos criar um vinho leve, fino mas com muita garra e energia.
É na vinha que temos todo o património, as leveduras naturais para a fermentação alcoólica, o nervo, o carácter fresco e elegante. As vinhas de onde provém o Tiara têm mais de 60 anos, estão plantadas a mais de 600 metros e Códega do Larinho é a casta dominante.

A vindima de 2013 começou no dia 19 de Agosto, mais cedo do que o habitual, de forma a manter os níveis altos de acidez e evitar graus alcoólicos elevados. O ano foi mais produtivo, cerca de 25% relativamente ao ano anterior. A decisão de começar a vindima mais cedo acabou por se revelar acertada, uma vez que as principais vinhas tinham sido já vindimadas antes de começar a chover intensamente a 27 de Setembro.
As vinhas que deram origem ao Tiara foram vindimadas em meados de Setembro. As uvas foram transportadas com refrigeração e prensadas durante a noite. Decantou-se durante 24 horas, seguindo-se a fermentação alcoólica em tonéis de Grande capacidade, a uma temperatura que variou entre os 8°C e 13°C. A baixa temperatura fez com que o vinho estivesse a fermentar durante um ano. A fermentação maloláctica foi efectuada.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 100328

Niepoort Vinhos

A família Niepoort tem vindo a produzir Vinho do Porto desde 1842. A primeira propriedade no Douro foi comprada em 1987 e Dirk Niepoort deu início a uma nova era na empresa com a criação do primeiro Redoma Tinto em 1991. Nos últimos anos, a Niepoort lançou a si própria o grande desafio de interpretar outros solos e climas, e adquiriu duas propriedades noutras regiões: Dão e Bairrada. Descubra o Triângulo Niepoort que expressa os diferentes terroirs: Xisto (Douro), Calcário (Bairrada) e Granito (Dão). Após terem criado em 2002 o primeiro vinho da família dos “Fabulosos”, ao qual se deu o nome de “Fabelhaft”, Dirk Niepoort insistiu em desenhar um rótulo original e distinto para cada mercado recorrendo a um artista local para ilustrar uma história adequada aos valores e sensibilidade de cada país e a sua relação com o vinho. “Diálogo”, ”Conversa”, “Allez Santé”, “Drink Me”, “Alonso Quijano” ,”Fabelhaft”, entre outros, são alguns dos nomes que os “Fabulosos” assumem atendendo à realidade dos mercados a que se destinam, respectivamente Portugal, Brasil, Bélgica, Inglaterra, Espanha e Alemanha. Este vinho simboliza a alegria, a celebração, a boa comida, os bons amigos, a boa vida, um vinho de puro prazer, elegante e que expressa a realidade do Douro. Em Julho 2011 foram lançados o Diálogo Branco 2010 e o Fabelhaft Branco. Os “Projectos Wines” incluem todos os vinhos com o rótulo “Niepoort Projectos”, que são experiências realizadas no Douro ou em Vila Nova de Gaia, mas também vinhos feitos em parceria com outros produtores, tais como o Doda, com Álvaro de Castro, da região do Dão; OmLet, feito no Douro com o produtor espanhol Telmo Rodriguez; Ultreia, produzido no Douro com o produtor espanhol Raul Perez; os vinhos Muhr van der Niepoort, produzidos na Áustria, em colaboração com Dorli Muhr; Cape Charme e Cape Fortified, produzidos na África do Sul com Eben; ou Ladredo, de Ribera Sacra (Espanha).

Morada

Niepoort Vinhos S.A.

Rua Cândido dos Reis, 670
4400-071 Vila Nova de Gaia
Portugal

Carregue no botão e será redireccionado para a ficha técnica do vinho

Nota: a ficha técnica abrirá numa nova janela