Partilhar:

Vinho Tinto
Monte das Ânforas
2018, 75cl
Alentejo

3,95

 14%

 Imediato

 Servir a 14º-16º

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2018

À prova apresenta vivacidade e profundidade de cor e uma riqueza aromática com notas de frutos vermelhos. Na boca é encorpado e macio, com uma boa sensação de frescura e onde se notam os sabores dos frutos vermelhos combinados com notas de especiarias.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Monte das Ânforas

Limitado ao stock existente. No caso do vinho que comprou ficar sem stock, entraremos em contacto para propor um vinho diferente, ou para lhe devolver o valor pago.
As promoções nos vinhos não são acumuláveis com outros descontos ou cupões. O vinho Monte das Ânforas deve o seu nome à Herdade das Ânforas, em Arraiolos, que possui como elemento decorativo uma coleção de ânforas ou “talhas” notável. Tradicionalmente na região do Alentejo recorria-se a ânforas de cerâmica para a feitora dos vinhos. Foi a solução encontrada para paliar a dificuldade de utilizar boas madeiras para a construção de barricas, ocorrência que se fazia sentir em toda a bacia mediterrânica. A colheita de 2017 foi produzida a partir de uma seleção das Castas Aragonês e Trincadeira, plantadas em diferentes vinhas do Alentejo. O Aragonês e a Trincadeira são produzidos em: Arronches (Portalegre), Orada (Borba), Redondo e Arraiolos e onde predominam os solos Argilo-Xistosos. A vinificação do vinho Monte das Ânforas é feita na nova e moderna adega da Quinta do Carmo em Estremoz. Utiliza-se uma vinificação tradicional, com macerações curtas onde as castas são vinificadas separadamente em cubas de aço inox com temperatura controlada, para permitir preservar os aromas frutados. No final da fermentação é feito o lote originado assim um vinho moderno, jovem e fresco.

Prémios

Colheita 2016: Wine Enthusiast – 87 Pts (2017)

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 104244

Aliança Vinhos

Foi em 1927 que 11 associados liderados por Domingos Silva e Ângelo Neves decidiram fundar, em Sangalhos (Anadia), a Aliança, que conta já com mais de 80 anos de vida. Esta iniciou a sua actividade exportando de imediato para o Brasil, África e Europa e hoje, mais de 50% da sua produção destina-se à exportação, sobretudo de vinhos, espumantes e aguardentes, imagem de marca da Aliança em Portugal e nos cerca de 60 países para onde exporta.

Em 2007, a Bacalhôa Vinhos de Portugal adquiriu o capital maioritário da Aliança, passando esta a pertencer ao Grupo Bacalhôa, tendo sido a designação social das Caves Aliança S.A alterada para Aliança Vinhos de Portugal S.A., momento em que se procedeu igualmente a uma mudança da imagem institucional.

Os vinhos da Aliança, como o Quinta dos Quatro Ventos, Quinta da Garrida, Quinta da Terrugem e Quinta das Baceladas, receberam já vários prémios nacionais e internacionais, tendo sido a empresa considerada em 2005, pela prestigiada revista norte-americana, Wine Spectator, uma das 20 melhores empresas do sector a nível mundial. A única da Península Ibérica incluída nesta classificação.

Recentemente foram realizados fortes investimentos tendo sido recuperadas as instalações em Sangalhos e inaugurado o Aliança Underground Museum. Um espaço expositivo, que se desenvolve ao longo das tradicionais caves da Aliança Vinhos de Portugal e que versa áreas como a arqueologia, etnografia, mineralogia, paleontologia, azulejaria e cerâmica, abrangendo uma impressionante extensão temporal com milhões de anos. Estes acervos resultam do cuidado constante do coleccionador José Berardo, em imunizar peças e obras de arte, de múltiplas origens e espécies, com significado por vezes histórico, por vezes sentimental.

Morada

Aliança Vinhos de Portugal, S.A.

Rua do Comércio, 444
Apartado 6
3781-908 Sangalhos
Portugal