Partilhar:

Vinho Branco
JP
75cl
Península de Setúbal

2,60 2,21

 13%

 Imediato

 Servir a 8º-10º

87/100  Wine Spectator

14/20  Revista de Vinhos

 

O Produtor, Nota de prova publicada em 27 de Maio de 2018

Vinho floral e frutado, com alguma acidez e uma estrutura elegante que confere um final fresco, longo e persistente.

Descubra todos os vinhos deste produtor

JP

Promoção limitada ao stock existente. No caso do vinho que comprou ficar sem stock, entraremos em contacto para lhe propor um vinho diferente, ou para lhe devolver o valor pago. Campanha válida de 17 a 23 de Maio de 2019. Não acumulável com outros descontos ou cupões. Produzido a partir das duas principais castas brancas da Península de Setúbal, o Fernão Pires (55%) e o Moscatel de Setúbal (45%). O Fernão Pires foi vindimado no princípio de Setembro, tendo o Moscatel de Setúbal sido colhido já em Outubro. Estas duas castas foram vinificadas separadamente, usando-se métodos suaves na prensagem, fermentações a baixas temperaturas visando a conservação dos aromas primários da uva. No início de Dezembro, os vinhos varietais foram então loteados, contribuindo os de Moscatel de Setúbal nas características florais e frescura do lote final, sendo os de Fernão Pires responsáveis pela estrutura e aromas de frutas amarelas.

Prémios

Colheita de 2017: 87pts Robert Parker
– Colheita de 2012: Medalha de Bronze | International Wine Challenge | 2013
– Colheita de 2012: Medalha de Bronze | International Wine & Spirits | 2013

Informação de alergénios

Contém sulfitos

SKU: 100353

Bacalhôa Vinhos

Foi em 1927 que 11 associados liderados por Domingos Silva e Ângelo Neves decidiram fundar, em Sangalhos (Anadia), a Aliança, que conta já com mais de 80 anos de vida. Esta iniciou a sua actividade exportando de imediato para o Brasil, África e Europa e hoje, mais de 50% da sua produção destina-se à exportação, sobretudo de vinhos, espumantes e aguardentes, imagem de marca da Aliança em Portugal e nos cerca de 60 países para onde exporta.

Em 2007, a Bacalhôa Vinhos de Portugal adquiriu o capital maioritário da Aliança, passando esta a pertencer ao Grupo Bacalhôa, tendo sido a designação social das Caves Aliança S.A. alterada para Aliança Vinhos de Portugal S.A., momento em que se procedeu igualmente a uma mudança da imagem institucional.

Os vinhos da Aliança, como o Quinta dos Quatro Ventos, Quinta da Garrida, Quinta da Terrugem e Quinta das Baceladas, receberam já vários prémios nacionais e internacionais, tendo sido a empresa considerada em 2005, pela prestigiada revista norte-americana, Wine Spectator, uma das 20 melhores empresas do sector a nível mundial, a única da Península Ibérica incluída nesta classificação.

Recentemente foram realizados fortes investimentos tendo sido recuperadas as instalações em Sangalhos e inaugurado o Aliança Underground Museum. Um espaço expositivo, que se desenvolve ao longo das tradicionais caves da Aliança Vinhos de Portugal e que versa áreas como a arqueologia, etnografia, mineralogia, paleontologia, azulejaria e cerâmica, abrangendo uma impressionante extensão temporal com milhões de anos. Estes acervos resultam do cuidado constante do coleccionador José Berardo, em imunizar peças e obras de arte, de múltiplas origens e espécies, com significado por vezes histórico, por vezes sentimental.

Morada

Bacalhôa – Vinhos de Portugal, S.A.

Rua do Comércio, 444, Apartado 6
3781-908 Sangalhos
Portugal

Carregue no botão e será redireccionado para a ficha técnica do vinho

Nota: a ficha técnica abrirá numa nova janela