Partilhar:

Vinho Tinto
Maçanita
As Olgas 2016, 75cl
Alentejo

55,99

 14%

 2017-2026

 Servir a 16º-18º

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2017

Cor ruby. Nariz fresco onde as notas de barrica pouco se se fazem sentir. Ataque elegante com taninos persistentes mas equilibrados. Final de boca longo e texturado.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Maçanita

Conceito: Como se de uma pauta se tratasse, interpretar o trabalho de outros, é como pegar numa música que ja foi cantada 1000 vezes. Existem sempre formas diferentes de a cantar. Esta vinha, em zonas com um encepamento ancestral, tem uma combinação delicada de notas, diga-se castas, que resultam num Clássico
vinho consumo) do Douro. Um conjunto de mais de 20 notas, em que Donzelinha tinto, Bastardo e Tinta Carvalha são algumas das que já ouvimos tocar, diga-se beber.
Vinificação: As uvas são colhidas à mão e transportadas em caixas de 18 kg. Na adega, lagar com pré-maceração a frio com engaço. 100% estágio em barricas neutras durante 18 meses.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 104422

António Maçanita

Joana e António Maçanita há muito tinham um sonho. Criar um vinho com caráter e personalidade própria, bem ao estilo dos dois irmãos e enólogos. A oportunidade surgiu pelas terras do Douro, onde Joana realiza parte da sua atividade profissional. Por entre patamares e vinhas ao alto, deparou-se com uma matéria-prima muito especial, impossivel de ficar indiferente, ligou ao António e desafiou-o. Em 2011 são lançadas as raízes para o projeto dos irmãos Maçanita no Douro. As vinhas encontram-se no Douro, sub-região do Cima Corgo, perto do Pinhão. Foram cuidadosamente escolhidas para enquadrarem o perfil certo, uvas com muita concentração, riqueza e frescura. Os dois irmãos percorrem juntos as vinhas nas operações determinantes na qualidade e sanidade das uvas. Com uma enologia pouco intreventiva, em que a extração da cor e da estrutura do vinho é feita de forma suave e lenta, os vinhos Maçanita são, a pura expressão da enologia “à Maçanita”, a fruta acima de tudo.