Partilhar:

Vinho Tinto
Quinta de Foz de Arouce
Vinhas Velhas de Santa Maria 2019, 75cl
Beira Atlântico

74,99

 14%

 2022-2032

 Servir a 15º-16º

19/20  Revista de Vinhos

 

Revista de Vinhos, nota de prova publicada em 15 de Julho de 1905

Profundo, encanta nos tons de outono, cereja e groselha, alcaçuz, matizes a trufa e fumo. Sensação de frescura maior. Fluidez no paladar apesar da carga tânica, que é firme, mas aveludada. Acidez brilhante. Persistente, com juras de longa vida. 3.526 garrafas.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Quinta de Foz de Arouce

“São vinhos de alma profunda, telúricos nos apego à terra e às tradições, vinhos únicos e inimitáveis.” – Rui Falcão, Público, 2014

A Quinta de Foz de Arouce situa-se no Concelho da Lousã, na região das Beiras. Está rodeada pelos contrafortes das Serras da Lousã e Penela e é banhada pelos rios Arouce e Ceira. Os antigos documentos existentes na casa, referem-se às propriedades, como pertença da família desde o século XVIII. A produção vitivinícola na Quinta mistura-se com a própria história e demarcação da propriedade, sendo hoje, tal como a adega, a única que se conhece na região.

O Ano Vitícola de 2018/2019 caracterizou-se por grandes oscilações nos valores de temperatura e precipitação anual mais baixa que o normal. A vindima iniciou-se na terceira semana de setembro, tendo-se prolongado até outubro. A colheita proporcionou mostos de elevada qualidade, em geral com acidez mais elevada, álcool mais baixo e um bom nível de compostos fenólicos. As uvas de vinhas com 81 anos, foram vindimadas manualmente para pequenas caixas de forma a preservar a qualidade da fruta.

Vinificação: Desengace total e fermentação em lagar com pisa a pé. Longa maceração pós fermentativa. Fermentação malolática em barrica.
Envelhecimento: Em barricas de carvalho francês durante um período de 14 meses.
Engarrafamento: Maio de 2022.
Edição limitada de 3526 garrafas.
Enólogo: João Perry Vidal.

Um vinho de guarda que acompanha maravilhosamente um magret de pato em ninho de puré de espinafres, com figos da quinta.

Prémios

19/ 20 Revista de Vinhos (Colheita de 2019)
95/ 100 Robert Parker Wine Advocate (colheita 2017)
94/ 100 Wine Enthusiast (colheita 2017)
92/ 100 James Suckling (colheita 2017)

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 107252

João Portugal Ramos

A beleza da planície alentejana, a cultura, a caça e a rica tradição gastronómica fazem de Estremoz uma região apaixonante. Fundada em 1258 por D. Afonso III, aqui viveu D. Dinis e Vasco da Gama foi investido Comandante no descobrimento do caminho marítimo para a Índia. Em pleno coração do Alto Alentejo, os solos derivados de xisto e argilo-calcários, bem como o clima de influência continental, permitem obter reduzidas oscilações qualitativas e vindimas sem chuva, condições ideais para uma cultura vitivinícola de exceção. Foi este o local eleito por João Portugal Ramos para fazer os seus próprios vinhos, após a longa carreira como enólogo consultor na criação de vinhos nas principais regiões vitivinícolas de Portugal.

Morada

João Portugal Ramos Vinhos S.A.

Vila Santa
7100-149 Estremoz
Portugal