Partilhar:

Vinho Tinto
Roquette & Cazes
Xisto 2015, 75cl
Douro

72,49

 14.5%

 2019-2035

 Servir a 16º-18º

 

O Produtor, nota de prova publicada em 9 de Agosto de 2018

Cor: cor violeta carregada.
Nariz: impressiona pela sua complexidade, onde se destacam aromas de frutos vermelhos, em perfeita harmonia com suaves notas de especiaria fresca.
Boca: apresenta um início intenso, evoluindo para um vinho de perfil elegante, com excelente volume de boca e taninos de textura sedosa, tudo muito bem integrado com notas de frutos vermelhos. Termina em perfeito equilíbrio, com uma extraordinária persistência e cheio de frescura. Um vinho feito com uma tecnologia de Bordeaux mas que não perde a identidade do Douro.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Roquette & Cazes

As vinhas estão implantadas em patamares de dois bardos. Todas as uvas do vinho Xisto – Roquette & Cazes 2015 foram vindimadas manualmente e provêm exclusivamente da sub-região do Cima Corgo e da sub-região do Douro Superior. Todas as uvas foram desengaçadas e transferidas para cubas de fermentação em inox de formato troncocónico, onde iniciaram a fermentação alcoólica a temperatura controlada. Durante o processo de fermentação foi utilizada a técnica francesa de “délestage”, que tem como objetivo aumentar a superfície de contacto pelicular no momento em que o mosto/vinho é lixiviado por cima das massas (chapéu). Como resultado, obtém-se um vinho concentrado e complexo, que respeita a elegância e foge à rusticidade. O vinho Xisto – Roquette & Cazes 2015 estagiou 100% em barricas de 225 litros durante 20 meses.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 105715

Roquette & Cazes

O projeto Roquette & Cazes é acima de tudo um encontro de dois amigos: Jorge Roquette da Quinta do Crasto e Jean-Michel Cazes do Château Lynch-Bages.
Em 2002, as duas famílias decidiram criar uma empresa para produzir grandes vinhos que fossem marcados pelas características naturais do Douro e pela experiência dos Cazes que fazem vinhos em Bordeaux há cerca de um século.
Uma aventura vitivinícola “Fazer um grande vinho com as castas do Douro, um vinho que mostre estrutura e complexidade, que possua o poder e o sol de Portugal conjugados com a elegância de Bordeaux”, afirmou Jean-Michel Cazes no âmbito desta aventura.