Partilhar:

Vinho Tinto
Maçanita
Tinto Castelão Reserva 2016, 75cl
Alentejo

19,49

 14.5%

 2017-2026

 Servir a 16º-18º

 

O Produtor, nota de prova publicada em 27 de Maio de 2018

Cor granada-ruby frágil. Aroma fino, com notas de ameixa, tabaco e especiarias, na prova o ataque é meio encorpado, com boa frescura. A textura monta no meio de prova, todo em elegância, termina com taninos presentes e firmes.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Maçanita

Identidade: A Castelão é uma casta de pouca concentração, que caiu para segundo plano nesta era dos tintos concentrados. Alentejana de raíz, ocupa incomodamente a 3ª área de vinha da região, apesar de nos vinhos estar renegada a papéis secundários ou de figurante. Os “antigos” dizem, que não era na concentração que estava a sua virtude, mas sim na longevidade, “ela precisa de tempo”!. A este “Tinto de Castelão” foi-lhe, então, dado tempo. Tempo de curtimenta (cerca de 30 dias), tempo de barrica (24 meses), tempo de garrafa (20 meses) e…. tempo para ser ele próprio: na sua cor, mais frágil, na sua elegância e na persistência dos seus taninos. O resultado? Um sorriso nostálgico de algo vindo do passado.
Vinificação: As uvas são suavemente esmagadas e movidas por gravidade para dentro de cubas de inox cuja temperatura é regulada para a fermentação decorrer a 27ºC com duas remontagens por dia. A fermentação é espontânea.Limitado ao stock existente. No caso do vinho que comprou ficar sem stock, entraremos em contacto para propor um vinho diferente, ou para lhe devolver o valor pago.
As promoções nos vinhos não são acumuláveis com outros descontos ou cupões.

Prémios

2010 Wine Enthusiast – 90pts – Editor’s Choice; 2010 Wine Advocate – 89 pts

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 104426

António Maçanita

Joana e António Maçanita há muito tinham um sonho. Criar um vinho com caráter e personalidade própria, bem ao estilo dos dois irmãos e enólogos. A oportunidade surgiu pelas terras do Douro, onde Joana realiza parte da sua atividade profissional. Por entre patamares e vinhas ao alto, deparou-se com uma matéria-prima muito especial, impossivel de ficar indiferente, ligou ao António e desafiou-o. Em 2011 são lançadas as raízes para o projeto dos irmãos Maçanita no Douro. As vinhas encontram-se no Douro, sub-região do Cima Corgo, perto do Pinhão. Foram cuidadosamente escolhidas para enquadrarem o perfil certo, uvas com muita concentração, riqueza e frescura. Os dois irmãos percorrem juntos as vinhas nas operações determinantes na qualidade e sanidade das uvas. Com uma enologia pouco intreventiva, em que a extração da cor e da estrutura do vinho é feita de forma suave e lenta, os vinhos Maçanita são, a pura expressão da enologia “à Maçanita”, a fruta acima de tudo.