Partilhar:

Vinho Tinto
Quinta da Alorna
1723 Grande Reserva 2019, 75cl
Tejo

299

 14%

 2023-2038

 Servir a 14º-16º

 

Revista de Vinhos, nota de prova publicada em 15 de Julho de 1905

Aromaticamente é complexo, com a especiaria a bater-se com fruta preta do bosque. Na boca é estruturado mas de carácter, cremoso e com um tanino fino e longo.

Descubra todos os vinhos deste produtor

Quinta da Alorna

Fundada em 1723, a Quinta da Alorna está a celebrar o terceiro centenário e para assinalar a data, coloca no mercado um grande reserva em edição limitada: o Quinta da Alorna 1723 Grande Reserva Tinto, comercializado em conjunto com o livro “Da Índia ao Tejo, do Tejo para o Mundo: 300 anos da Quinta da Alorna”.

Assinado por Martta Reis Simões, responsável de enologia da Quinta da Alorna, este vinho foi criado unicamente para a comemoração do tricentenário e nasce da vinha do planalto e das castas Tinta Miúda, Castelão e Alicante Bouschet.

Vindimado em 2019 manualmente, em caixas de 18 quilos, cada cacho foi manuseado até ao período de estágio. As três castas estagiaram separadamente em barricas de carvalho francês durante 10 meses, “o tempo necessário para integrar e envolver a fruta concisa”, e o vinho foi engarrafado em novembro de 2020, detalha a Quinta da Alorna.

“Com um ph de 3.28, o Quinta da Alorna 1723 Grande Reserva Tinto é um vinho elegante e sumptuoso, que transcende e desafia os dogmas da enologia e distingue-se pela elegância dos sabores”, apresenta Martta Reis Simões.

Da autoria de Maria João de Almeida, com prefácio do professor António Barreto e editado pela Guerra e Paz, o livro descreve os momentos e pessoas que mais marcaram a evolução da propriedade e da empresa que pertence à família Lopo de Carvalho desde o início do século XX.

Informação de alergénios

Contém sulfitos.

SKU: 107260

Quinta da Alorna

A Quinta da Alorna nasceu em 1723, mais tarde D. Pedro de Almeida, o I Marquês de Alorna, após ter liderado a conquista da praça-forte de Alorna na Índia, conferiu à propriedade o nome que hoje tem.

Na margem do Rio Tejo e com a entrada marcada por uma árvore magnífica e rara no mundo, conhecida por bela sombra, a Quinta da Alorna destaca-se não só pela qualidade dos vinhos que produz como também pelos seus espaços naturais.

Com uma área total de 2.800 hectares, localizada no centro de Portugal, próxima de Santarém, a Quinta tem vindo a diversificar as suas áreas de negócio tendo como princípios a sustentabilidade, responsabilidade social e conservação da natureza.

Morada

QUINTA DA ALORNA

2080-187 ALMEIRIM
PORTUGAL